3 de set de 2009

Instituto Carnaúba realiza seminário em Barroquinha - CE, com representantes dos assentamentos de reforma agrária.


O seminário teve o objetivo de sensibilizar e conscientizar os assentados a se comprometerem na retirada da palha da carnaúba dos assentamentos, bem como o esclarecimento de dúvidas sobre a proposta técnica, crédito e comercialização. Sendo realizado no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTR de Barroquinha – CE, contamos com a presença de técnicos do INCRA, representantes do Banco do Nordeste - BNB e técnicos da CAPACIT. Iniciamos com a apresentação institucional da CAPACIT que expôs o objetivo do trabalho com os carnaubais dentro dos assentamentos explicando qual seria a intervenção do instituto carnaúba do referido processo. Com a palavra Osvaldo iniciou sua apresentação resgatando todo o trabalho realizado na semana anterior ao evento dentro dos assentamentos Jatobá, Ilha dos Fernandes, Lagoa do Mato e Carnaúba Furada, mostrou a metodologia das reuniões e os resultados das discussões para então mostrar um documento enviado pelo escritório da CONAB ao instituto Carnaúba com os dados de compra de pó e de cera de carnaúba pelo governo federal, explicando os preços e os projetos da CONAB, Osvaldo enfatiza os orçamentos realizados nas reuniões e convida Eli Briseno para apresentar as planilhas com os orçamentos desenvolvidas nas reuniões com cada assentamento. De ante dos dados tivemos a intervenção da Agente de Desenvolvimento do Banco do Nordeste – BNB, Lúcia Sobreira na busca de entender melhor os dados ali expostos. Os agricultores questionaram sobre suas dividas no banco e como ficaria a situação dos devedores dentro do processo de retirada da palha da carnaúba. De ante da preocupação Daniel Lima, gerente do PRONAF – BNB/Granja, explicou como seria realizada a renegociação das dividas dos assentados e construída uma agenda de visita aos assentamentos para a regularização dos assentados. Surgiu uma nova problemática, a Declaração de Aptidão ao PRONAF – DAP, que é um documento necessário ao crédito, com a dificuldade na emissão do documento pelo INCRA, assim José Valter técnico do INCRA, se comprometeu em enviar ao setor de elaboração da DAP um relatório dos trabalhos ali discutidos e com o pedido de liberação das referidas DAPs.
O Instituto carnaúba saiu da reunião com uma agenda de retorno aos assentamentos para preparação dos planos de trabalho.

Por: Eli Briseno