16 de nov de 2011

FNMA Visita Instituto Carnaúba para Monitoria de Projeto

Equipe do Instituto Carnaúba com Newton (Agachado)
O Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA), nos dias 14, 15 16 de novembro, através do Sr. Newton Duque Estrada Barcellos, visitou o Instituto Carnaúba, em mais uma visita do Projeto " Rio Educação e Floresta" voltado para o Bioma Caatinga.

A monitoria constou de visita de campo a propriedades atendidas pelo projeto, reunião com a equipe para entrevista sobre o andamento do projeto, na localidade de saco dos Passarinhos (foto) e visita ao Assentamento Rajada para conhecer a possibilidade de produtos madeireiros do assentamento.

A visita também atende ao Decreto da Presidente Dilma que determina que todos os convênios do Governo Federal com ONG´s sejam monitorados.

20 de jun de 2011

Desmatamento já atingiu 48% da caatinga, diz MMA.

Levantamento divulgado nesta sexta-feira (17) pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) mostra que 1.921 quilômetros quadrados de floresta de caatinga foram desmatados no período de 2008 a 2009, o que equivalente a uma taxa anual de 0,23%. O ritmo foi um pouco menor que o registrado no período de 2002 a 2008, quando a média anual de derrubada era de 0,28%.

Os Estados que mais desmataram no período 2008/2009 foram Bahia, com 638 quilômetros quadrados; Ceará, com 440 quilômetros quadrados; e Piauí, com 408 quilômetros quadrados. A área original de caatinga é de 826.411 quilômetros quadrados. De acordo com o ministério, 48% do bioma já foi destruído.

Uma das principais causas do desmatamento da região é a extração ilegal de mata nativa, para ser convertida em lenha e carvão vegetal.

O ministério também anunciou que vai destinar, em conjunto com o Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal, R$ 6 milhões a projetos que promovam o uso sustentável de recursos naturais no bioma, como manejo florestal comunitário e familiar, eficiência energética para os polos gesseiros e cerâmico e fogões eficientes para famílias do árido e semiárido. O edital para a seleção dos projetos será publicado na próxima semana.

(Fonte: Portal iG)
http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2011/06/18/71335-desmatamento-ja-atingiu-48-da-caatinga-diz-mma.html

20 de mai de 2011

Caatinga pode virar patrimônio

Publicado pelo Diário do Nordeste em 29/04/2011
Brasília. O pesquisador e chefe-gral da Embrapa Semiárido, Natoniel Franklin de Melo, defendeu, ontem, a aprovação, pelo Congresso Nacional, da proposta que torna a Caatinga um patrimônio nacional.

Em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, ele afirmou que torce para que o bioma entre na lista de patrimônios. "Nosso objetivo é propor junto à sociedade e com o parlamento, soluções e alternativas sustentáveis para nosso bioma", disse.

Em comemoração ao Dia Nacional da Caatinga, representantes do Ministério do Meio Ambiente, parlamentares e organizações não governamentais (ONGs) participaram, na manhã de ontem, de uma audiência pública na Câmara dos Deputados para debater a proposta de emenda à Constituição (PEC) que transforma a Caatinga e o Cerrado em patrimônios nacionais.

Segundo o pesquisador da Embrapa, 45% da área de Caatinga já foram alteradas pela ação humana. Para reverter esse quadro, ele vem fazendo um trabalho com jovens em escolas rurais, mostrando a importância da preservação ambiental. "Nosso bioma é riquíssimo na flora e na fauna e precisa ser preservado para gerações futuras", afirmou.

Para Melo, a degradação ambiental é consequência do uso insustentável de solos e recursos naturais nos últimos anos. Ele acredita, entretanto, que a consciência da população em relação à importância da Caatinga tem aumentado.

A Comissão de Meio Ambiente da Câmara trabalha para colocar o projeto da Caatinga em votação no início de junho, durante a Semana Nacional do Meio Ambiente.

30 de mar de 2011

Encontro da Rede de Intercambio de Semente - RIS

A Caritas diocesana de Sobral realizou o encontro da rede de intercambio de sementes – RIS na cúria diocesana. O encontro reuniu representantes das casas de sementes de alguns municípios da região norte do estado e parceiros como o Instituto Carnaúba, que foram chegando e sendo acolhidos ao som de um violão e muita cantiga matuta. O encontro teve o objetivo de saber a situação das casas de sementes que são acompanhadas, também foi o lançamento da campanha da fraternidade de 2011 com o tema “Fraternidade e a vida no planeta” que será voltada para o meio ambiente; e o lema é “A criação geme com dores de parto”. Na ocasião foi apresentado o novo membro da caritas, Erivan, que agora é responsável pelas atividades do semi-árido.

No decorrer da reunião havia momentos de orações com leitura de passagens da bíblia e nas falas dos representantes das casas de sementes podemos sentir a situação de cada uma e as melhorias que causaram nas comunidades como, a autonomia de suas sementes por parte dos agricultores, outra questão levantada foi o fortalecimento dos agricultores, que se sentem mais unidos. O gênero vem sendo bastante trabalhado, pois a grande maioria dos presidentes das casas de sementes são mulheres. Tivemos como encaminhamentos as datas dos eventos que serão realizados ao longo do ano de 2011 e encerramos o encontro com mais um momento de oração.

Oliveira Junior

e-mail: junniorbio@gmail.com

4 de mar de 2011

Capacitação em Agroecologia

Capacitação no Assentamento Pajé/Rajada II
Foto: Felipe Quariguasy


O Instituto Carnaúba esta realizando duas capacitações em Agricultura Ecológica com foco nos Sistemas Agroflorestais. Sendo uma turma no município de Forquilha com agricultores do Perímetro Irrigado e outra capacitação com agricultores do Assentamento de Reforma Agrária Pajé/Rajada II sendo atividades do projeto Rio Acaraú, Educação, Floresta e Desenvolvimento Sustentável que é financiado pelo Ministério do Meio Ambiente com recurso do Fundo Nacional do Meio Ambiente. As capacitações possibilitam a discussão de temas importantes como: Agroecologia, Agrofloresta, Defensivos Naturais, Economia Solidária, comércio Institucional – PNAE/PAA, Gênero, Sementes, Produção, em fim, temas que possibilitem aos agricultores refletirem sobre a realidade atual na caatinga e se tornarem protagonistas de um desenvolvimento local a partir de práticas saudáveis.
A Capacitação esta sendo organizada em 5 módulos que estão sendo ministrados aos finais de semana nas localidades.

Capacitação em Forquilha
foto: Oliveira Junior

Os cursos tem a participação de estudantes universitários dos cursos de Filosofia, Biologia, Ciências Sociais, além de profissionais que prestam assistência técnica na região com o objetivo de formar novos técnicos em agricultura ecológica criando a possibilidade de multiplicação dos conhecimentos construídos durante a capacitação.