20 de mai de 2011

Caatinga pode virar patrimônio

Publicado pelo Diário do Nordeste em 29/04/2011
Brasília. O pesquisador e chefe-gral da Embrapa Semiárido, Natoniel Franklin de Melo, defendeu, ontem, a aprovação, pelo Congresso Nacional, da proposta que torna a Caatinga um patrimônio nacional.

Em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, ele afirmou que torce para que o bioma entre na lista de patrimônios. "Nosso objetivo é propor junto à sociedade e com o parlamento, soluções e alternativas sustentáveis para nosso bioma", disse.

Em comemoração ao Dia Nacional da Caatinga, representantes do Ministério do Meio Ambiente, parlamentares e organizações não governamentais (ONGs) participaram, na manhã de ontem, de uma audiência pública na Câmara dos Deputados para debater a proposta de emenda à Constituição (PEC) que transforma a Caatinga e o Cerrado em patrimônios nacionais.

Segundo o pesquisador da Embrapa, 45% da área de Caatinga já foram alteradas pela ação humana. Para reverter esse quadro, ele vem fazendo um trabalho com jovens em escolas rurais, mostrando a importância da preservação ambiental. "Nosso bioma é riquíssimo na flora e na fauna e precisa ser preservado para gerações futuras", afirmou.

Para Melo, a degradação ambiental é consequência do uso insustentável de solos e recursos naturais nos últimos anos. Ele acredita, entretanto, que a consciência da população em relação à importância da Caatinga tem aumentado.

A Comissão de Meio Ambiente da Câmara trabalha para colocar o projeto da Caatinga em votação no início de junho, durante a Semana Nacional do Meio Ambiente.